Como saber se meu cachorro está doente?

Para muitos, sejam novos donos de cachorro ou não, pode ser difícil saber se seu companheiro pet está doente. Até porque, nem todas as mudanças de comportamento podem significar que ele está doente, assim como nem todos os sintomas de uma enfermidade são visíveis. Os donos podem se sentir inseguros, e para evitar confusão é preciso prestar atenção na frequência desses sintomas.

Primeiro, devemos saber que que nem sempre coceira e perda de pelo é um indício de pula ou doenças. O Dr. Ricardo Tubaldini, veterinário atuante em São Paulo, afirma:

“Animais se coçam, é algo normal. Muitos donos também levam seus pets ao veterinário preocupados com perda de pelo, mas isso pode ser algo natural. Assim como humanos perdem cabelo no dia a dia, o mesmo ocorre com os cães”

Existem dois grandes sintomas que devemos prestar atenção: falta de apetite e desânimo. O primeiro é bastante fácil de perceber, já que cachorros parecem ter um apetite infinito! Além disso, se o cachorro não estiver respondendo as brincadeiras e estiver quieto é melhor ir correndo para o LosCaninos.com e agendar uma consulta na veterinária mais perto para um diagnóstico.

Além disso, preste atenção se seu cachorro está fazendo suas necessidades no local que costuma comer e dormir, pois isso significa que ele pode estar com dificuldade de locomoção. Segundo o Dr. Tubaldini “esse pode ser um sinal de algo grave, como dores na coluna”.

Deve-se repara também se há presença de sangue no vômito ou fezes, pois (assim como os humanos) o organismo dos cachorros expulsam substâncias que podem fazer mal, isso pode ser um sinal de, por exemplo, de problemas gastrointestinais ou hepáticos.

Já os filhotes exigem atenção redobrada, pois existem três problemas que, se combinados, podem levar seu bichinho a morte, a chamada “tríade do recém-nascido”: desidratação, hipotermia e hipoglicemia (nível de glicose abaixo do normal). Por isso é de extrema importância o acompanhamento de um médico veterinário, assim como o controle rígido de sua alimentação.

O monitoramento de seu cachorro é essencial, é necessário prestar atenção e conhecer bem a saúde de seu animal, assim como levá-lo periodicamente ao médico. Para filhotes, é bom levar cerca de uma vez por mês no veterinário, quando ele cresce essa frequência pode ser entre 6 meses e 1 ano, porém quando eles vão ficando velhinhos (por volta dos 7 anos), essa frequência deve voltar a crescer.

 

Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*
Website