Cerveja especial para cães desperta curiosidade em bar de Sorocaba

Com extrato de carne ou frango, a bebida não possui álcool e gás. Garrafa de 355 ml custa R$ 14 e é servida em temperatura ambiente.

É domingo à tarde e o seu time do coração vai enfrentar o maior rival em campo. Para incrementar a torcida e garantir a diversão, não podem faltar boas companhias e uma cerveja gelada. Mas que tal unir os dois? Se o cachorro é mesmo considerado o melhor amigo do homem, por que não permitir que ele o acompanhe na hora de levantar o caneco?

Foi pensando nisso que o empresário Rogério Bertanha Bonilha, dono de um bar em Sorocaba (SP), incorporou uma cerveja produzida especialmente para cães ao seu cardápio. A bebida, lançada em 2013 e vendida na cidade há cerca de um ano, é produzida basicamente da mesma forma que a cerveja feita para os donos dos animais, mas não passa pelo processo de fermentação.

Produto é composto por água, malte da cevada e aromatizante (Foto: Divulgação/Dog Beer)

Produto é composto por água, malte da cevada e aromatizante (Foto: Divulgação/Dog Beer)

Própria para os bichinhos e pensada de uma forma que não prejudique a saúde deles, a cerveja conta com água, malte da cevada e aromatizante, que dá sabor ao produto. Os cães podem optar pela bebida com extrato de carne ou de frango. E, como não possui álcool nem gás, não há mal algum em consumi-la sem moderação.

“Cerca de 80 a 90% da cerveja é composta por água. Funciona como fonte de hidratação e pode beber o quanto quiser”, explica Rogério. Quando o produto é consumido em excesso, no entanto, o cão pode acabar ganhando uns quilinhos a mais.

A garrafa long neck de 355 ml da bebida é vendida por R$ 14 e, de acordo com o dono do bar, costuma ser servida em temperatura ambiente. Mas, apesar de refrescante, é importante lembrar que a cerveja para cães não substitui as refeições. “A bebida tem muito carboidrato e a dieta dos cachorros precisa de proteínas também”, lembra o empresário, de 39 anos, que disponibiliza em seu bar uma área externa aberta para os donos levarem seus animais, além de potinhos com água.

A maioria dos clientes que conhece a cerveja para cães acaba levando por curiosidade ou para dar de presente para alguém que tenha animais de estimação. Na casa de Rogério, a poodle Bela, de 12 anos já experimentou, aprovou e repetiu. Se quiserem, os donos também podem consumir a bebida. Os cães, por outro lado, nunca devem beber a cerveja produzida para os humanos. “Tem muito álcool e gás”, ressalta.

A empresa responsável pela produto, que fica em São Paulo (SP), produz cerca de sete mil garrafas da bebida para cães todos os dias e, além do bar de Rogério, a cerveja é vendida em pet shops e supermercados.

É importante lembrar que a cerveja para cães não substitui as refeições (Foto: Divulgação/Dog Beer)

É importante lembrar que a cerveja para cães não substitui as refeições (Foto: Divulgação/Dog Beer)

 

Fonte: https://goo.gl/wtgc8c

Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*
Website