Pets e Carnaval: como cuidar do seu pet

Para muitos o carnaval é uma das épocas mais esperadas do ano. Tem aqueles que gostam de aproveitar o feriadão e pegar a estrada para fazer uma viagem e relaxar, os que gostam de ficar em casa e assistir os vários desfiles das escolas de samba e aqueles mais animados que não perdem nenhum bloquinho!

Se você tem um pet em casa, seja um cachorro, gato ou qualquer outro animal, deve sempre se lembrar que para cada programação seu companheiro precisará de um cuidado ou atenção diferente. Para isso, escrevemos esse post, pra te ajudar a entender melhor quais são os principais cuidados para esses cenários. Assim você e seu cachorro/gato/papagaio/hamster podem aproveitar a folia ao máximo e sem preocupações.

1. Vou pular Carnaval!

Se você faz parte do grupo dos mais animados, que gosta de aproveitar ao máximo todos os bloquinhos, tem duas opções: deixar seu pet em casa ou levá-lo com você. Os cuidados com seu pet para essas situações são bem diferentes.

carnaval

Pet na folia com você

Se você quer levar seu pet junto com você no bloquinho, lembre-se que não é uma tarefa fácil. Requer MUITA atenção e responsabilidade. Como é um ambiente muito agitado e com muitas pessoas que seu pequeno não conhece, não recomendamos você levá-lo, pois ele pode ficar tímido ou inquieto, com medo. E muitas vezes quando nossos pequenos não se sentem confortáveis com essas situações, eles podem reagir de maneira reativa mordendo, avançando em alguém ou até fugindo!

Não por ser um pet agressivo, mas por sentir medo e não querer que algo ou alguém se aproxime dele ou até mesmo de você, afim de te proteger. Nós fizemos um post no nosso blog onde ensinamos como evitar uma mordida de um cachorro e como lidar com cães reativos, clique aqui para acessar.

Por esses motivos, não recomendamos que você leve seu pet pra folia, apenas se ele for muito sociável, tranquilo, e acostumado com bastante movimento. Se mesmo assim esse for o perfil do seu pet e você quiser levá-lo no bloquinho, veja algumas dicas:

1 – Identificá-lo, Identificá-lo e Identificá-lo!

No meio de tanta gente, não é muito difícil nos desencontrarmos dos amigos, não é mesmo? Imagine do seu pequeno. Então, vale a pena caprichar na(s) identificações que você colocará nele. Se ele já tem uma coleira com o nome dele, ótimo! Mas lembre-se que tão importante quanto o nome dele, é você colocar os seus próprios dados pessoais como nome, telefone, endereço, email e até o facebook!

“Mas onde colocar tudo isso?!” Você pode inserir esses dados em diversos lugares, de diversas maneiras. Aqui na Pet Anjo, alguns de nossos Anjos (profissionais da nossa equipe) criam tags com todas essas informações de contato, plastificam e anexam na coleira, na guia, ou até mesmo na roupinha. Use sua criatividade para manter seu pet seguro e aproveite sem preocupações.

2 – Coleira + Guia

Apesar de ser óbvio, vale lembrar que em hipótese alguma você deve sair de casa com seu pet sem coleira e guia, sobretudo em um ambiente tumultuado e cheio como um bloquinho de carnaval. Por mais que seu cachorro seja super educado e não saia do seu lado, mesmo sem coleira, não pense duas vezes e coloque uma coleira + guia. Lembre-se, é sempre melhor previnir do que remediar.

3 – Cuidado com os barulhos

Nossos pequenos, sobretudo os cães, tem uma audição muito mais desenvolvida do que a nossa. Então o que pode não estar muito alto para nós, para ele pode estar absurdamente alto. E como no carnaval o que não falta é musica, devemos ficar atentos para evitar que nossos peludos fiquem muito próximos às caixas de som. Fizemos recentemente um infográfico para acalmar os Pets em épocas de fogos de artifício que tem dicas que são úteis nesse caso também, clique aqui para acessar.

Você na folia e seu pet em casa

Se assim como a maioria dos pets, o seu não for tão sociável a ponto de ficar tranquilo num ambiente muito agitado, você não precisa deixar de curtir por isso. O que não significa que você deverá esquecê-lo sozinho em casa enquanto aproveita a folia. Se você não pretende passar mais que 3 ou 4 horas fora, pode ser que seu pequeno fique bem sozinho em casa, sem maiores preocupações. Mas, como bem sabemos, geralmente as folias duram o dia todo.

Então se você pretende passar mais que 4 ou 5 horas fora, é importante dedicar uma atenção ao seu pequeno nesse meio tempo. Afinal, o carnaval acontece numa época MUITO MUITO quente.

pet-sitter-carnaval

E se você não quiser sair no meio da festa para trocar a água, dar ração, fazer um passeio e um carinho no seu pequeno, não tem problema! Você pode contar com a ajuda de um profissional como Pet Sitters para fazer uma visita e dar toda atenção e carinho que seu pequeno precisa no conforto de sua casa enquanto você aproveita tranquilo!

2. Vou viajar!

Se você quer aproveitar o feriadão para viajar e fugir um pouco do agito para relaxar, e está pensando “Poxa, tenho tudo programado para viajar, mas não tenho onde deixar meu pet”. Procure por estabelecimentos de confiança! Nós sempre sugerimos o serviço de Hospedagem Familiar para quando você precisar viajar, seja no carnaval, nas férias ou qualquer data durante o ano, isso porque o seu pet fica hospedado na casa de uma família e tem todo o cuidado individual e personalizado. Saiba mais sobre a hospedagem familiar aqui.

3. Vou ficar em casa!

Se você é do tipo mais caseiro e não pretende fazer grandes programações fora de casa e pensa que não tem que se preocupar com seu pet, está enganado. Como já comentamos aqui, a época de carnaval faz muito calor e costuma ser bastante barulhenta! Então, não somente no carnaval, mas durante todo esse período de calor intenso, você deve tomar alguns cuidados com seu animalzinho, mesmo quando ele estiver dentro de casa.

Algumas dicas para que amenizar o calor e garantir que ele fique bem:

Hidratação

O mais importante nos dias quentes é hidratar, hidratar e hidratar! Para incentivar seu pequeno a tomar bastante água, troque sempre a água do pote. Mantendo-a sempre nova e fresca. Outra ótima dica para que ele beba bastante água é colocar algumas pedrinhas de gelo na água ou então encher o pote metade com água em temperatura ambiente e metade bem gelada!

Atenção com animais de focinho curto

Animais braquicefálicos (com focinhos curtos) como cães das raças Pug, Bulldog e Shih-Tzu e gatos Persas, são mais susceptíveis a hipertermia e choque térmico. Eles precisam de cuidado extra! Limite os exercícios, faça mais pausas, ofereça mais água e líquidos, fuja do sol e do calor!

Fique atento aos sinais

Se seu pet está ofegante, salivando muito, não quer andar, comer, beber água fique atento! Ao ver estes sinais de forma mais leve, ofereça um período de descanso na sombra com água fresca para seu pet!  Um animal excessivamente ofegante (especialmente gatos ofegantes), com dificuldades para respirar, aumento da frequência cardíaca e respiratória. Ou ainda com fraqueza muscular, salivação excessiva, muito parado ou muito agitado, vomitando, com a língua e mucosas azuladas ou acinzentadas, perda de consciência e convulsões pode estar com choque térmico, não perca tempo! Coloque sacos de gelo (especialmente nas axilas e nas região da barriga e entre as patas de trás), ligue o ar condicionado ou ventilador do carro e vá para o hospital veterinário mais próximo.

Seguindo essas dicas você pode cair na folia com ou sem seu pet sem preocupações, afinal carnaval é só uma vez por ano!

Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*
Website