5 Passos para Escolher a Melhor Ração para o seu Pet

O momento de escolha da melhor ração para o seu cão ou gato, pode ser demorado e complicado, pois há diversas opções à disposição. Qual tipo comprar? Premium, super premium, para qual porte, raça, qual tipo de composição e diversas outras informações. O consumidor muitas vezes fica confuso e tem dificuldade em entender os termos da embalagem e escolher a ração ideal, não é mesmo?

Se você já fez estas perguntas no momento de compra de ração, este texto é para te ajudar!
Lembramos que rações econômicas (normais) não são indicadas, pois possuem baixíssima digestibilidade, ou seja, o organismo do pet não absorve os nutrientes necessários. Já as rações premium e super premium possuem melhor digestibilidade e são divididas de acordo com diversos aspectos que apresentaremos neste post. Acompanhe!

1. Necessidades Especiais

O mais importante é ter conhecimento de possíveis necessidades especiais que o seu pet possa ter.
Após uma consulta ao veterinário, ele dirá se há ou não alguma característica específica que vai determinar a melhor ração, que pode ser uma alimentação baseada em dieta especial para obesidade, ou ração medicamentosa para problemas cardíacos, renais, hipoalergênicas, entre outras.

Se o veterinário não indicar um tipo específico como estes, você pode seguir para o próximo passo.

2. Idade

Cada etapa da vida requer uma alimentação adequada para que o crescimento aconteça de forma saudável.
Confira abaixo em qual idade o seu pet se encaixa e entenda qual é a melhor ração para ele:

Filhote (de 1 a 12 meses)
Filhotes precisam de atenção especial para ter um crescimento forte e saudável, assim como os humanos. Pets são considerados filhotes até atingirem 12 meses de idade, e nesta fase, precisam de uma porcentagem alta de proteína em sua alimentação.

Para alimentá-lo bem, procure pelas melhores marcas de ração para filhotes, indicadas claramente nas embalagens.

Adulto (acima de 1 ano)

Após completar 1 ano de idade, o pet já é adulto, e para estalonga fase da vida, que dura cerca de 7 anos (dependendo do porte e raça), existem diversos tipos de ração para a manutenção.

Elas consistem em rações equilibradas, com maior variedade de nutrientes e outros tipos de sabores e proteínas.

Sênior (acima de 7 anos)
Alguns fabricantes consideram idades diferentes para a fase sênior dos animais. Basicamente para raças de porte pequeno, esta fase da vida se inicia aos 9 ou 10 anos, e nas de porte grande, aos 7 ou 8 anos.

Cães envelhecem, se tornam idosos e é nesta época que eles começam a ficar mais calminhos e merecem atenção especial. A alimentação também muda, eles devem consumir teores mais baixos de proteína e sódio, precisam de um alimento de fácil mastigação e também fortalecer as articulações, por isso é essencial oferecer ração sênior nesta idade.

 

3. Porte

O porte é outra característica a ser considerada na escolha da ração ideal.
Confira abaixo em qual delas o seu cão se encaixa:

Pequeno (1 a 10kg)
Cães de porte pequeno se desenvolvem rapidamente, gastam muita energia para se locomover e possuem expectativa de vida mais alta que os de porte grande, portanto a alimentação deve ser balanceada, com maior carga energética e com antioxidantes para dar suporte à longa expectativa de vida destes cães. Algumas raças que entram nesta categoria são Yorkshire, Shih-tzu, Pug, Lhasa Apso, Maltês, entre outros.

Médio (11 a 25kg)
São poucas as marcas que produzem rações específicas para cães de porte médio. Eles são ativos, muitas vezes caçadores, velozes e resistentes. Marcas como Royal Canin, priorizaram nutrientes que dão suporte às defesas naturais do animal, com antioxidantes e prebióticos, para mante-los saudáveis em todas as fases da vida.

Exemplos de raças de cães de porte médio são bem conhecidas, como Cocker Spaniel, Border Collie, Chow Chow, Bulldog, Bull Terrier, Boxer e Poodle.

Grande (acima de 25kg)
Já os cães de porte grande possuem crescimento acelerado e geralmente apresentam características peculiares que merecem cuidado específico, como problemas ortopédicos, maiores chances de ter doenças no coração e menor expectativa de vida. As raças mais conhecidas são Golden, Pastor Alemão, São Bernardo, Labrador, Pitbull e Mastim Napolitano, entre outras.

Para eles, os fabricantes de ração desenvolveram soluções especiais pensando nestes problemas, como por exemplo, acrescentar condroitina e glicosamina que previnem dores musculares e possíveis questões ortopédicas.
Uma outra solução que muitos consumidores aprovam na ração, é a composição por ingredientes nobres (frango, ovos e polpa de beterraba branca, por exemplo) que proporcionam alto aproveitamento e melhor absorção de nutrientes, sendo assim, acontece uma redução no volume de fezes, além de estas se tornarem mais firmes e fáceis de recolher.

Gatos de porte grande
Lembrando que já existem marcas, como a Royal Canin, que desenvolveram rações para gatos de grande porte, como a raça Maine Coon, por exemplo, que são animais que podem atingir até 12kg. A alimentação adequada para eles é rica em nutrientes ideais para desenvolverem pelagem sedosa, ossos fortes e até prevenir o sobrepeso para os gatos que são castrados.

4. Raça Específica

Algumas pessoas podem achar que é superficial ou frescura adquirir ração para raças específicas, mas não é!
Após anos e anos de estudos, avaliações e exames, profissionais do ramo veterinário identificaram que as raças constantemente apresentam problemas de saúde específicos, como por exemplo, o Labrador tem tendência a desenvolver problemas ósseos e insuficiência renal, já o Shih-tzu, úlcera de córnea, dor de ouvido e pedra nos rins e o Poodle muitas vezes desenvolve catarata.

Ração para raças específicas!

Mas você não precisa se preocupar com estas doenças por antecedência! Basta alimentar o seu cão com a ração específica para sua raça, que contém os nutrientes ideais para mantê-lo saudável e prevenir possíveis problemas.

5. Necessidade Específica

Existem informações complementares que também definem a escolha da melhor ração. Isso pode variar de acordo com o comportamento, tipo de lar onde o pet vive, rotina e personalidade. Listamos abaixo as necessidades específicas mais comuns que exigem uma ração especial, leia e verifique se você identifica o seu pet com alguma delas:

Tendência a sobrepeso
Rações light
são específicas para os animais que se exercitam pouco e possuem tendência à obesidade. Elas são capazes de promover uma alimentação adequada na quantia ideal, proporcionando saciedade rapidamente, fazendo com que absorva os nutrientes necessários com uma quantia menor.

Lembrando que somente esta ração não fará com que seu pet emagreça, ela ajudará a manter o peso, mas é necessário parar ou reduzir a quantidade de petiscos dados a ele, além de regular a quantidade de ração diária, descrita na embalagem.

Redução de odor e volume de fezes
Para os que vivem mais em ambientes internos, como apartamento, recomenda-se o tipo chamado indoor ou ambientes internos, que são rações que possuem componentes especiais para reduzir o odor e quantia de fezes, além de se adequarem ao comportamento também, para articulações mais fortes em pets que não se exercitam muito.

Paladar Exigente
Alguns cães e gatos são mais difíceis para se adaptar à ração, principalmente quando são oferecidos alimentos “humanos” esporadicamente a eles, por isso estes tipos de rações são mais palatáveis, ou saborosas, para que se tornem mais atrativas.
Isso não reduz a qualidade da ração, pelo contrário, é feita com maior rigor.

Saúde da Pele
Também foram desenvolvidas por especialistas, rações que promovem maior saúde para a pele e pelagem dos cães. Como ingredientes principais, são utilizados ácidos graxos como ômega 3 e 6 para proteger a pele de animais contra ressecamento, descamação, irritação e/ou coceira. Este tipo de ração também favorece cães que possuem como característica marcante a pelagem, que exigem cuidados redobrados, não apenas superficiais e estéticos, mas também na alimentação.

Cães e Gatos Castrados
A castração é um procedimento que pode prevenir doenças mas ao mesmo tempo, tendem à desenvolver a obesidade. Portanto, grandes marcas desenvolveram rações especiais para estas condições, baseadas nas rações diet e light, especificamente de acordo com questões hormonais também, tanto para cães quanto para gatos.

Rações Super Premium para Gatos!

Aliás, atenção especial aos gatos! Eles não podem perder peso rapidamente e ficar sem comer por mais de 2 dias, portanto, as rações indicadas a eles, são extremamente adequadas ao organismo felino.

Esperamos ter ajudado você a conhecer melhor o seu pet e a avaliar e escolher a melhor ração para ele consumir, pensando sempre na qualidade de vida, bem estar e saúde dele.

Se quiser mais dicas ou tirar alguma dúvida sobre ração, entre em contato conosco e faça seu comentário logo abaixo.

Fonte: Geração Pet

Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*
Website