Cuidados Importantes para ter com cachorros na praia

Na época de dias quentes, verão e férias, todos procuramos alguns dias de descanso e diversão no litoral. E muitas vezes pensamos em como seria bacana levar nossos queridos amigos de quatro patas junto para curtir a praia.
Por isso, leia com atenção este artigo e saiba os cuidados importantes para ter com cachorros na praia. É essencial pensar muito bem no momento de decisão sobre levar ou não os pets em sua viagem à praia. Se você for fazer uma viagem longa, de vários dias, e não tem onde ou com quem deixá-lo, precisa se certificar no local onde se hospedará na praia, se é permitido levar animais. Seja hotel (que aceite pets), seja casa de temporada.
Alguns municípios proibem a presença de animais domésticos nas areias e no mar, pois esta é uma questão delicada de saúde pública.
Você sabia que os cachorros e os humanos podem contrair doenças graves na praia?

Doenças mais comuns em cachorros na praia

Cães podem transmitir várias doenças infecciosas por meio das fezes contaminadas com micro-organismos, como fungos e protozoários.
Entre os principais problemas que podem ocorrer através de passeios com cães no litoral, existe a Dirofilariose. Trata-se de uma larva que se desenvolve dentro do coração dos cães, por isso é mais conhecida como verme do coração. É uma doença transmitida pela picada de mais de 60 espécies de mosquitos infectados que podem ser encontrados com maior facilidade em praias.
Este verme ocupa um espaço no coração do animal e nos vasos sanguíneos, causando uma obstrução à passagem do sangue. Por conta disso, o coração tende a trabalhar mais e com mais força. Essa sobrecarga de trabalho irá enfraquece-lo, debilitando o animal. Ela provoca sintomas como tosse, falta de ar, cansaço, perda de peso, inchaço em membros e na barriga e língua arroxeada.
É muito grave e para tratá-la é necessário internar e até fazer cirurgia.

cachorros na praia

Outras doenças perigosas mais comuns em ambientes praianos são a conjuntivite, alguns problemas de pele e outras infecções e verminoses que podem ser adquiridos pelos cachorros nas areias.

Enquanto as micoses são manchas e lesões na pele que podem durar entre 10 dias até meses, a leptospirose é uma infecção mais grave que pode causar diferentes sintomas nos primeiros dias, como febre, náusea, diarreia e dores no corpo. E há também a toxoplasmose, uma doença que pode se manifestar como uma gripe comum até febre diária e dores pelo corpo durante muitos dias. Em todos os casos, o tratamento hospitalar é o mais indicado.

O melhor é prevenir

Em meio a tantos riscos, vale a pena prevenir! Manter a vermifugação e vacinação sempre em dia, consultas regulares ao veterinário e usar medicamentos preventivos principalmente contra verme do coração. Existem pipetas que previnem por 30 dias contra verme do coração, além de outras verminoses, pulgas e carrapatos.

E lembre-se sempre de passear com seu cão sempre presos por coleiras e tenham suas fezes recolhidas e jogados no lixo.

Fonte: Geração Pet

Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*
Website