Gravidez Psicológica Canina

Você já deve ter ouvido falar da gravidez psicológica canina, um tipo de gravidez psicológica que acontece nas cadelas. Se você observar sua cadela apresentando comportamento diferente do que o usual, como proteger uma área ou um objeto e “cavocar” alguns lugares constantemente, é importante verificar se há a possibilidade de ser a pseudociese. Pode ser muito comum, por isso se você deseja saber tudo sobre este acontecimento, continue lendo este artigo.

Como a gravidez psicológica acontece?

gravidez psicológica em cadelas, ou pseudociese, pode ocorrer com frequência em cadelas que não foram castradas. Além das mudanças comportamentais, podem ocorrer alterações físicas também, como o desenvolvimento das glândulas mamárias, a produção de leite e a “adoção” de objetos como se fossem filhotes (brinquedos de pelúcia, por exemplo).

Muitas vezes estas mudanças são leves e os donos nem percebem a diferença nas cadelas, que em algumas semanas, volta ao “normal”.
A confusão acontece quando o hormônio progesterona diminui no organismo, presente durante o cio e por mais dois meses.

Quando a cadela está prestes a dar à luz, o nível de progesterona diminui e se inicia a produção do hormônio prolactina. Esta, age no tecido mamário, responsável por ativar a produção de leite e estimular o comportamento maternal.

Portanto, é comum as cadelas desenvolverem gravidez psicológica após a castração, se realizada até três meses depois do início do cio.

Com a castração, ou seja, a retirada dos ovários (que produzem a progesterona), há a interrupção da produção do hormônio e a liberação da prolactina, e é aí então que ocorre a confusão e pode promover a gravidez psicológica canina.

gravidez psicológica

Os sinais da gravidez psicológica canina

Na gravidez psicológica em cadelas começam a surgir comportamentos:

  • Organização do ninho
  • Agressividade
  • Aumento das glândulas mamárias
  • Produção de leite
  • Adoção de algum item como cria
  • Aumento de volume abdominal

Sinais de alerta! A grande produção de leite pode levar à inflamação das glândulas mamárias. Neste caso, é comum que a fêmea esteja lambendo o local devido às dores.
Algumas cadelas podem sofrer durante este período, apresentando comportamento depressivo e podem parar de comer e uivar.
Os sinais acompanham o período de ação do hormônio prolactina, portanto pode durar de uma a duas semanas.

Gravidez psicológica em cadelas precisa de tratamento?

Quando ocorre a gravidez psicológica, há quem deseje interrompê-la para a cadela voltar logo ao normal. Porém, não é totalmente necessário, se os sintomas forem leves, pois a gravidez psicológica pode terminar em duas semanas.

Muitas pessoas gostam de observar essa mudança no comportamento de sua amiga de 4 patas e admirar! É bem interessante realmente, desde que não cause problemas maiores na casa, como a agressividade, que pode ser prejudicial.

Se conversar com um veterinário, verá que existem medicamentos que inibem a prolactina e assim fazem com que parem rapidamente a produção do leite e o comportamento maternal.

Enquanto a gravidez psicológica acontece, o que fazer?

O mais indicado é deixar a sua cadela à vontade, respeitando este momento dela. Ela apresentará comportamentos diferentes, não tente mudá-la, não a tire do “ninho” que ela montou e não retire dela os “filhotes” que adotou, pois isso pode aumentar a ansiedade nela e estimular comportamentos compulsivos.

Nesta fase, a cadela pode querer proteger seus “filhotes” e se tornar agressiva.
Você deve mostrar a ela que não vai pegá-los e a nossa dica para isso é se aproximar dela com um petisco ou um objeto de que ela goste muito!

Possíveis complicações da gravidez psicológica canina

O aumento das mamas é normal durante a gravidez psicológica e o leite produzido acaba sendo reabsorvido pelo corpo da fêmea, não há muito o que se fazer nesta situação. Porém, é importante observar se aparecem caroços ou regiões avermelhadas, pois pode ocorrer uma mastite, quando há inflamação nas glândulas mamárias.

O ideal é não manusear as mamas, pois se forem estimuladas, podem produzir mais leite. Se observar a cadela praticando sucção nas mamas, é recomendado fazer com que pare, o que pode ser feito com colar elisabetano.

Gravidez psicológica canina é comum

Ao pensarmos em uma alcatéia (grupo de lobos), é mais fácil de entender como a gravidez psicológica canina se tornou comum nos dias de hoje.

Nela, apenas os indivíduos dominantes costumam se reproduzir. E são eles os melhores caçadores, sejam machos ou fêmeas.
As lobas não dominantes desenvolviam gravidez psicológica para poder cuidar dos filhotes das fêmeas dominantes, e até os amamentavam. Graças a essa ajuda, as fêmeas dominantes podiam caçar e conseguir alimento para o grupo, já que por serem dominantes, são mais corajosas também.

Nesta situação, todos cresciam e se desenvolviam bem, com benefícios. Os filhotes criavam laços com as lobas que ajudavam suas mães na criação e, estas fêmeas, conseguiam ser influentes na alcatéia, o que é importante para a sobrevivência no reino animal.

 

Fonte: Geração Pet

Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*
Website