Rio de Sombrero ou Frio de Janeiro? Como proteger seu canino do clima polar.

Assim como nós, e como todos os mamíferos, os caninos sentem calor, frio e variações de temperatura. Porém, eles possuem alguns “recursos” em seu corpo que os tornam mais preparados para encarar as temperaturas baixas, diferente dos humanos.

Os catiorrónes maiores costumam possuir uma camada de gordura junto à pele que os fazem mais tolerantes ao frio, assim como os de pelagem longa e densa, como o Husky, o Golden e o São Bernardo.

Como saber, então, se seu querido canino está passando frio?

Se você perceber que ele não está à vontade com a baixa temperatura, há duas formas de checar se ele está bem, como se fossem “termômetros”…

Segure as orelhas do seu bichano, se estiverem frias, ele está com frio. Outra maneira é sentir a ponta do focinho… Naturalmente, o focinho deve estar úmido e levemente frio. Se estiver gelado, seu catiorro está com frio.

Então, é extremamente importante que você prepare o ambiente para seu compañero…

Prepare o local em que ele mais fica e onde dorme. Ofereça um tapete ou uma caminha para que ele possa se deitar;

Disponibilize um espaço coberto e fechado, para que não fique ao relento, principalmente à noite;

Coloque a casinha em um local também coberto e fechado ou, ao menos, com a área da porta protegida do frio e do relento;

Ofereça panos e, se possível, cobertas para seu compañero;

Se ele não tiver pelagem longa, vista-o com uma roupinha;

Não deixe que ele tome chuva. Caso isso aconteça – ou após o banho – seque-o muito bem com secador ou ao sol;

É muito importante cuidar bem de seu canino nestes dias de temperaturas baixas, pois ele pode ficar doente, com resfriados ou, até, pneumonia.

 

Coluna do Tito:

Não costumo sofrer com esse problema, porque, como vocês já sabem, sou um canino naturalmente caliente. Afinal, nascido em Cancún e criado no Rio de Sombrero e com uma leve camada adiposa (que, por acaso já estou abandonando, como expliquei em meu último artigo “Excesso de peso: como cuidar de um canino gordíneo.“), pode vir quente que eu estou caliente.

Porém, nas últimas semanas, nessa cidade que já tá virando Frio de Janeiro, confesso usei um gorro debaixo do meu conhecido sombrerón e ceroulas para dormir. #Frozen #vemverão

 

Fonte: Geração Pet

Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*
Website