Como resgatar a #pas entre dois caninos brigões.

Claro que nunca desejamos que isso ocorra, mas sabemos que um dia pode acontecer de o seu canino se meter em uma briga, ou de você presenciar dois catiorros brigando na rua. Como amantes dos animais, não somos capazes de ver nossos compañeros se machucando e não fazer nada.

Separar uma briga de caninos pode ser arriscado, por isso é importante conhecer algumas medidas que te permitirão afastar os brigões com o máximo de segurança e evitar machucados ou lesões mais sérias.

Em princípio, essa é definitivamente uma experiência pela qual você espera nunca ter que passar. Por isso, a melhor maneira de evitar é com a prevenção…

Os caninos apresentam alguns sinais de quando estão incomodados ou nervosos com a presença de outro: pelos eriçados, rosnados, dentes a mostra, corpo enrijecido e a cauda baixa. Se perceber essas atitudes no seu compañero ou em algum outro cachorro, é hora de dar meia volta, afastá-los e tirá-los completamente do campo de visão um do outro.

Caninos do mesmo sexo costumam se enfrentar mais: machos brigam por dominância, fêmeas brigam por pura rivalidade. Mas o principal é que, em uma briga entre cachorros, uma mordida em um ponto específico pode ser fatal, por isso não podemos bobear.

Caos instaurado. Você está diante de dois caninos que estão brigando. Eles rosnam, mostram os dentes e se mordem. A primeira reação que se tem é a de ficar extremamente nervoso e puxar um deles (ainda mais se um dos brigões for o seu querido compañero). Essas atitudes são as piores que se pode tomar.

O que fazer, então?

  • Manter a calma: os caninos são muito sensíveis e ter mais um ser angustiado no meio de uma briga só aumenta ainda mais a tensão;
  • Fazer barulho: bata palmas, bata os pés, use latas ou potes para fazer um estardalhaço e tirar o foco dos animais deles mesmos. Evite, no entanto, gritar, sua voz vai aumentar a tensão. Ruídos serão muito mais eficazes;
  • Não bata em nenhum deles: violência gera violência e você só vai aumentar ainda mais a raiva do animal, fazendo com que ele fique mais agressivo com o outro e com você;
  • Jogue água: água não machuca, não estressa, mas costuma assustá-los. Uma mangueira, uma garrafa ou o próprio pote de água do seu catiorro, que esteja por perto, serve para você mudar o foco da briga. Jogar água fará com que eles se separem momentaneamente, levados pelo susto. Assim, você terá condições de afastá-los;
  • Se o cenário for muito feio e você perceber que um dos caninos mordeu o outro e não quer soltar, pegue as patas traseiras do animal e levante-o. Mas seja bem rápido nesse movimento, para que ele não acabe te mordendo;
  • Não puxe a coleira: na hora de uma briga o animal é levado pelo instinto e ele só vai perceber quem é “amigo” e quem é “inimigo” depois de já ter avançado. Por mais que você conheça muito bem o seu compañero e saiba que ele é manso, não chegue perto dos dentes afiados de dois caninos brigando.

Assim que conseguir separar os encrenqueiros, é importante levar seu compañero ao veterinário, mesmo que superficialmente ele não apresente nada além de um arranhão. É bom verificar se os órgãos internos estão intactos e ter a certeza de que não houve nenhuma fratura. Principalmente, se a briga for feia, como a registrada neste vídeo. (Obs: alerta para imagens fortes.)

 

 

Coluna do Tito:

Esse vídeo circulou na internet e eu fiquei com fama de medroso. Mas, é tudo mentira, eu estava só fingindo e, além disso, atrás desse pequeño pentelho tinham dois Chihuahuas enormes. #pas

 

 

Fonte: Dicas Pet Love

Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*
Website