Quem não tem canino adota um… suíno.

Se você seguiu as nossas dicas em “Quem não tem canino adota um… caprino.” e já tem a sua cabrínea, agora pode transformar a sua casa (ou apartamento) em uma fazendinha adotando um porquíneo. Que tal? Está mais na moda que Bulldog Francês, hein…

Os mini pigs são super carinhosos e pequenos, possuindo de 30 a 40 cm, quando adultos, e pesando de 20 a 50 kg, sendo que um porco normal pode chegar a 500 kg e 80 cm de altura.

 

 

Esses nano suínos podem, inclusive, ser criados dentro de apartamento, desde que haja um espaço para brincarem e se exercitarem, para não acumularem mais gordura do que o necessário. Mas, se o local for pequeno, também não é complicado. Nesse caso, é recomendado que o leve para passear, para estimular o exercício e não estressá-lo por ficar muito tempo dentro de casa.

Quando adotar o seu porquíneo, é necessário saber se as vacinas de vermífugo e leptospirose estão em dia. Caso não estejam, vá ao seu veterinário de confiança.

Há uma ração própria para eles, que segue a linha dos leitões (ração 801), mas também podem ser alimentados de maneira saudável com legumes, verduras e grãos, evitando restos de nossa comida, já que eles podem ter intoxicação devido à quantidade de sódio que usamos.

 

 

Os mini pigs, ao contrário da fama dos porcos em geral, são animais bem limpinhos. É preciso dar banho neles toda semana, de preferência, utilizando um shampoo neutro e enxaguando. Além disso, esses pequeños seres rosados têm uma pele bem sensível, com a qual é preciso ter certos cuidados, como usar protetor solar e hidratante todos os dias. #oowwnnn

São bichinhos muito inteligentes e, se você desejar, é possível adestrá-los, assim como se faz com caninos, para que sejam dóceis e confiem nas pessoas. Esse adestramento deve ser feito enquanto eles ainda são jovens, para que aprendam rápido. Segundo a Animal Planet, o mini pig está entre os animais de estimação mais inteligentes do mundo. Pois é, eles são mais inteligentes do que os próprios caninos e gatunos.

 

 

No começo, podem demorar um pouco para se adaptar com os donos e com o ambiente, mas, depois que se acostumam são bem carinhosos, tanto com seus donos, quanto com outros animaizinhos.

São, entretanto, bem escandalosos quando insistem em alguma coisa. Então, pense bem caso você more em um apartamento ou condomínio que tenha em suas regras que não se pode ter animais barulhentos.

Os alérgicos podem ficar despreocupados, já que esses pequeños rosados são também pelados, ou seja, não possuem pelos como caninos e gatunos.

Os mini pigs são bem fáceis de se criar e adaptar e não geram muito custo ao longo de sua vida, que dura, em média, 18 anos. Basta manter as vacinas em dia e seguir as dicas, fazendo sempre um acompanhamento com o veterinário, que o bichinho seguirá saudável e divertido.

 

Coluna do Tito:

Mais na moda que Bulldog? Jamás, compadre! Apesar de eu ser um grande admirador do trabalho do ator, nem todo pequeño ser rosado é o “Babe, O Porquinho Atrapalhado na Cidade”. #oravejamsó #seorientanapolenta

 

Fonte: Geração Pet

Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*
Website